Escolas públicas da rede estadual do Maranhão não vão ter aulas presenciais em 2020

O secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão disse em entrevista ao Ponto Final, na Rádio Mirante AM, com Jorge Aragão que as aulas vão continuar remotas na rede estadual de ensino, ou seja, não vai haver mais volta as aulas presenciais na rede pública estadual. A expectativa é de que as aulas no sistema híbrido sejam implementadas em 2021.

Para decidir pelo ensino híbrido Felipe Camarão disse que o governador Flávio Dino determinou a realização de uma consulta à comunidade escolar, envolvendo professores, alunos e pais de aluno. Como resultado, a maioria optou pela manutenção das aulas remotas.

“Dentro da nossa autonomia da rede estadual, mesmo podendo voltar presencialmente o governador Flávio Dino determinou que a gente fizesse uma escuta, uma escuta democrática. Nós fizemos duas. Na primeira o “não voltar” ganhou amplamente, foi disparado. E nessa nós já tivemos um resultado mais equilibrado de 55% a 45%. E se a gente for pelas faixas os estudantes querem voltar, quase 60% querem voltar. As mães já um pouco mais receosas, mais ou menos 55% a 60% não querem voltar. E os professores 80% não querem voltar que ai resulta nesse percentual que eu falei de 55% a 45%”, afirmou Felipe Camarão.

Com o resultado da pesquisa, o secretário de Educação confirmou que por orientação do governador, será respeitada a vontade da maioria. Portanto, as aulas remotas serão mantidas e a previsão de mudança para o ensino híbrido ficou para 2021.

“A nossa posição, por orientação do governador é justamente manter o respeito a essa vontade democrática da nossa comunidade escolar. Enquanto isso, a gente vai fortalecer as atividades não presenciais das nossas escolas. A gente deve conversar sobre isso com chips, videoaulas, aulas na rádio, uma série de medidas que nós temos para o não presencial. Vamos cuidando da infraestrutura. A gente está aproveitando esse período para cuidar da infraestrutura das nossas escolas, aproveitando que as aulas não estão aí. E se preparando para, se Deus quiser, no ano que vem a gente poder voltar pelo menos de forma híbrida. Todo mundo em sala de aula, de fato, como era antigamente só quando tiver vacina. Tudo bem, concordamos. Mas até lá a gente precisa encontrar, de forma muito séria, preservando sempre a vida, a saúde, a segurança de todos, uma maneira da gente minimizar os terríveis danos que estão acontecendo nesse período”, concluiu.

No dia da Amazônia o Bora Ver manda seu recado

No Dia da Amazônia o BoraVer manda seu recado

O Projeto Social BoraVer, desenvolveu mais uma ação de conscientização ambiental no município de Bequimão/MA. Em alusão ao Dia da Amazônia, os adolescentes UNICEF e demaisvoluntários do projeto, recolheram nada mais nada menos que 40 sacos de 50 litros de lixo entre o Ramal de Bequimão e a Praça do São Luizinho, seguindo protocolos de segurança.


A quantidade de lixo retirado da Avenida Itapetininga mostra a falta de conscientização da população, por isso o BoraVer deixa a mensagem: o lixo que você joga no chão não fala, mas diz muito sobre você.
Parte do Maranhão faz parte da Amazônia Legal e preservar esse território que é nosso, é dever de todos.

Imagens: Wanderson Psicólogo

Adolescentes UNICEF de Bequimão se destacam no cenário nacional.

Adolescentes UNICEF de Bequimão/MA se destacam no cenário nacional

Os adolescentes do Projeto Social BoraVer que também fazem parte das ações do UNICEF Brasil e do Selo UNICEF, se destacaram mais uma vez no cenário nacional com a campanha Por Uma Infância Sem Racismo.
Os adolescentes se mobilizaram para garantir que as crianças e adolescentes da Comunidade Quilombola de Santa Rita, Município de Bequimão, no Estado do Maranhão, tivessem acesso aos cuidados básicos de proteção contra o COVID-19, através da entrega de kits de higiene pessoal e limpeza, bem como entrega de cestas básicas doadas pelo UNICEF Brasil.
Os adolescentes promoveram um momento lúdico com as crianças e adolescentes como forma de dizer que tanto o território quilombola, quanto as crianças e adolescentes tem o direito ao respeito e de crescer sem a violência do racismo.
Os adolescentes se preparam agora para um novo desafio: o empoderamento das meninas quilombolas com oficinas e rodas de conversa a serem promovidas pelo UNICEF nos meses de Setembro a Dezembro de 2020.
Para Cada Criança e Adolescente, Todos os Direitos.

Mais notícias no link:

https://mailchi.mp/8f118ed96cad/newsletter-do-selo-unicef-na-amaznia-legal-ano-3-edio-21

Imagens: Wanderson Psicólogo

POLÍCIA CIVIL CUMPRE MANDATO DE BUSCA E APREENSÃO EM BEQUIMÃO

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da 5 delegacia regional de Pinheiro, na tarde de hoje (02/09/2020), deu cumprimento a mandado de busca e apreensão domiciliar na residência de D.B.F.C e R.C.C., localizada na sede da cidade de Bequimão/MA.
Durante as buscas, foram encontradas 31 cabeças de uma substância semelhante à droga conhecida como Crack, aproximadamente um mil reais em notas trocadas, cadernetas de anotações de tráfico, celular, plásticos para embalar drogas.
O casal foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico e encaminhado para o presídio local, onde ficará à disposição da justiça.

CÂMARA MUNICIPAL DE PERI MIRIM APROVA POR UNANIMIDADE PROJETO DE LEI SOBRE RATEIO DO FUNDEF.

O SINDPROESPEM entrou na luta em janeiro de 2020, com o projeto de lei do rateio do fundef, Peri Mirim tem 2 processos para receber a diferença sobre o antigo Fundef, observando alguns municípios recebendo e gastando tudo sem pagar quem tem direito no caso 60% aos profissionais da educação , dessa forma o sindicato se preocupou e fez necessário discutir sobre essa questão em Peri mirim, sentou com a categoria, com assessoria jurídica,e com prefeito municipal , e pediu apoio aos vereadores que aprovassem a lei, foi amplamente discutido com a gestão municipal.
O sindicato fez o projeto de lei, e o plano de ação, sempre assessorado pelo nosso advogado Marinel Dutra de Matos, luta árdua que vem de vários anos pelo entendimento de algumas redes de controle afirmando que não tem direito ao abono, mesmo assim o sindicato na pessoa do Prof° Nilson que na época era o presidente, hoje licenciado, mas deixou tudo já encaminhado, Lourivaldo Diniz Ribeiro, presidente em exércicio, deu continuidade ao projeto, sendo assim encaminhado ao executivo, e tão logo discutido e encaminhado ao legislativo, recebido pelo presidente Alan Alves que não mediu esforços, manda p a comissão, a vereadora Luzitelma prontamente com os membros discutem e enviam parecer favorável, vendo a valorização dos profissionais da educação, e hoje dia 01/09/2020, o projeto de lei do rateio do fundef foi aprovado na Câmara Municipal de Peri Mirim por unanimidade.
Vereadores presentes.
Alan Alves
Marcos Bordalo
Luzitelma Penha
Cleomar Pereira
Rui Ribeiro
Irmão Edinaldo
Francisco Júlio
Valdevino Jesus Barros.

Fonte: SINDPROESPEM